Como elaborar uma Newsletter em 13 passos

Como elaborar uma Newsletter em 13 passos

O que é uma newsletter?

Newsletter é um email com conteúdo útil, relevante e de qualidade, direcionado para um público específico e enviado com frequência para fortalecer o relacionamento de uma empresa com os subscritores e potenciais clientes. As newsletters permitem o envio de diferentes tipos de conteúdo, o que as torna uma ótima forma de iniciar uma estratégia de Email Marketing. Se quer começar a utilizar esta estratégia no seu negócio continue a ler e confira 13 passos para elaborar uma newsletter.

Diferença entre email marketing e newsletter

Por ser enviada por email, muitos confundem a newsletter com o email marketing. O email marketing é utilizado para fins comerciais, ou seja, tem como objetivo impulsionar as vendas. Já para elaborar uma newsletter o foco está na produção de conteúdo, o seu objetivo é trazer informações relevantes para o público e é apenas entregue a pessoas que optaram por receber o conteúdo da empresa, regra geral através do preenchimento de um formulário.

Qual o objetivo de uma newsletter?

  • Promover produtos ou serviços
  • Divulgar novidades
  • Fidelizar a audiência
  • Gerar mais tráfego para o site/blog
  • Conquistar mais clientes
  • Manter um contacto regular
  • Ganhar autoridade, aumentar a credibilidade e tornar-se referência no setor

Como elaborar uma Newsletter em 13 passos

De nada adianta enviar uma newsletter se não passa das visualizações. É preciso resultados e conversões. Para isto, é precisa seguir um bom planeamento. Segue abaixo um passo a passo para ajudá-la(o) a elaborar a melhor newsletter possível. Certamente, notará uma melhoria significativa nos seus resultados ao aplicar estes passos:

1. Defina os objetivos com a newsletter

Para começar, como qualquer ação de marketing, a newsletter também precisa de saber qual é o objetivo da sua empresa com essa comunicação. Eis alguns exemplos:

  • Nutrição de leads
  • Fidelização de clientes
  • Geração de leads
  • Conversões em vendas
  • Aumentar tráfego no site ou blog

Dependendo do objetivo selecionado, a newsletter deverá ter frequência, conteúdos e templates diferentes. Esta é a forma de saber se a sua newsletter está a caminhar na direção certa. Por isso antes de pensar em qualquer outro aspeto, como por exemplo, design, conteúdo e frequência de envio, saiba que traçar os objetivos e metas é o mais importante.

2. Segmente a sua lista de leads

Alguns leads já estão prontos para comprar. Outros, precisam de saber mais sobre os seus produtos e empresa. Como pode imaginar, cada um desses contactos precisa de receber um email que vá de encontro ao momento em que se encontra. De acordo com dados estatísticos, cerca de 31% dos profissionais de marketing B2B afirmam que as newsletters são a melhor estratégia para nutrir leads.

3. Invista em conteúdo relevante

Depois de ter o público da newsletter bem definido, pensar no tipo de conteúdo e no formato fica bem mais simples. A chave para uma campanha de email marketing de sucesso passa pela criação de um bom conteúdo. Eis alguns exemplos de conteúdo para o seu email:

  • Artigos do blog da empresa
  • Ebooks
  • Estudos de caso
  • Promoções
  • Anúncios da empresa
  • Eventos e webinars

4. Tenha conteúdo user friendly e responsivo

A maioria das pessoas consome conteúdo online no smartphone, e com emails não é diferente. Tenha a certeza de que o seu layout é responsivo em dispositivo mobile. Faça testes e garanta que as imagens abrem em qualquer dispositivo sem que percam qualidade!

5. Prefira um layout simples e clean

De que adianta um conteúdo excelente se o layout da newsletter não é atrativo? Demasiada informação pode desviar a atenção do objetivo da newsletter. Dê preferência a templates mais simples, com bastante espaçamento entre imagens e textos. Desta forma, tudo tem o devido destaque. De acordo com dados científicos, os dispositivos móveis são responsáveis por 42% de todos os emails abertos e também segundo um estudo, cerca de 42% dos utilizadores excluirão um email se não estiver otimizado para outros dispositivos. Isto significa que é essencial ter emails responsivos, adaptáveis a qualquer dipositivo.

6. Crie um assunto de email impossível de ignorar

O assunto de uma newsletter é tão importante quanto o conteúdo, uma vez que é o cartão de visita e ponto fundamental para decidir se deve ou não abrir o email. Para o email ser aberto é preciso que tenha algo de diferente face a todos os outros emails na caixa de entrada. É preciso que chame a atenção e desperte a curiosidade do leitor. Com base em dados estatísticos, a linha de assunto é responsável por cerca de 47% das aberturas de email. Posto isto, é fundamental esmerar no título para garantir que o email é visto na caixa de entrada e posteriormente aberto.

7. Faça testes A/B

Entender como o leitor se comporta e como consome o conteúdo faz toda a diferença. Afinal de contas, ninguém melhor do que eles para mostrar aquilo que funciona ou não, certo? Não vale a pena falar em A se o leitor quer saber de B.

O teste A/B compara variáveis de marketing com o objetivo de perceber qual a que traz melhores resultados em termos de taxas de conversão. Simples de fazer, o público é dividido em dois grupos aleatórios que receberão duas versões diferentes de uma mesma comunicação.

Experimente:

  • Diferentes CTA’s
  • Mudanças no layout e no assunto do email
  • Links inseridos no texto
  • Diferente horário do envio da newsletter
  • Alterar o tamanho do copy
  • Novos formatos de títulos, fontes, imagens

Utilizar corretamente o teste A/B pode trazer excelentes resultados para o seu negócio e aumentar significativamente a taxa de conversão.

8. Adicione uma assinatura ao rodapé do email

Na assinatura do email pode incluir informações, como por exemplo o contacto e os ícones das redes sociais. Para além disto, é sempre bom incluir o nome da empresa, endereço e um link para o cancelamento da subscrição. Respeitar a vontade dos leads e clientes é o primeiro passo para estabelecer um relacionamento duradouro com a audiência.

9. Faça um teste de envio

Para garantir os melhores resultados, faça uma revisão a todo o conteúdo do email, desde textos, imagens, links e clique em cada um dos CTA’s da newsletter. Esta revisão ajudará a evitar problemas de formatação, a detetar imagens mal configuradas, erros gramaticais, etc.

10. Mantenha a sua estratégia constante e coerente

Evite a estratégia de enviar uma newsletter e a seguinte três meses depois. Se procura desenvolver um relacionamento verdadeiro com os seus leads e clientes, precisa de ser coerente na sua proposta. Organize-se e programe com antecedência para não falhar no dia do envio da newsletter.

11. Mantenha a frequência de envio e só envie quando for relevante

Não adianta encher a caixa de entrada dos leads com uma newsletter que não gera valor. É recomendado enviar pelo menos uma newsletter por mês, para que a sua empresa não caia no esquecimento dos subscritores. Nesta linha de pensamento, segundo um estudo, a sua audiência irá recompensá-lo com maiores taxas de abertura e cliques se não enviar mais de cinco newsletters por semana. Por outro lado, se já produz conteúdo suficiente ou sente que o público espera por mais emails, pode e deve aumentar frequência de newsletters enviadas.

12. Facilite o cancelamento da subscrição da newsletter

É importante que as pessoas que já não estão interessadas em receber uma newsletter consigam cancelar a subscrição com facilidade. Isto é benéfico tanto para o seu negócio como para o subscritor. Em primeiro lugar, é bom para o seu negócio porque evita que seja considerado spam por quem não quer mais ser subscritor e em segundo lugar porque mantém na lista de contactos apenas as pessoas que estão interessadas em receber o seu conteúdo. Por isso, inclua no final de todos os emails um link de cancelamento de subscrição da newsletter.

13: Medir os resultados é fundamental

Acompanhe as métricas e descubra os horários mais pertinentes para o envio, além dos temas e tipos de texto mais bem-sucedidos. De forma a medir os resultados da melhor forma possível, é preciso definir e analisar as métricas de email marketing, das quais se destacam a taxa de conversão, taxa de abertura, taxa de cliques e taxa de rejeição.

Agora já sabe como elaborar uma newsletter. Está com dúvidas? Conte connosco para o ajudar! Entre em contato.

No Comments

Post A Comment